terça-feira, 25 de outubro de 2011

Concurso INSS 2011/2012 - Edital

Pessoal, fiquei sabendo que o INSS vai publicar o edital no máximo até dia 19 de janeiro de 2012, com 375 vagas para médico perito e 1500 para técnico previdenciário, com salários de R$ 9.824,53 e R$ 4.192,89, respectivamente.

As provas do último concurso para Técnico do Seguro Social (leia-se: "Técnico Previdênciário") versaram sobre língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, atualidades, ética no serviço público e noções de direito (constitucional, administrativo e previdenciário). As provas para Perito Médico, por sua vez, versaram sobre língua portuguesa, ética no serviço público, noções de direito administrativo e constitucional, além de conhecimentos específicos sobre medicina geral, legislação do SUS, medicina do trabalho, legislação do trabalho e legislação previdenciária.

Concurso Cultural de Natal da Avon

Meninas, a Avon está fazendo um concurso cultural.  Basta responder a pergunra: "O que não pode faltar na sua noite feliz?" e mandar uma foto sua decorada com itens de Natal. Pronto. As 50 melhores respostas ganharão presentes, incluindo Kits de Natal e maletas da perfumaria da Avon.
Segue o link: http://www.natalavon.com.br/#/concurso

Eui já fiz a minha e vc?

Lavando o carro em casa - por Volkswagen

Uma conservação periódica adequada contribui para preservar o valor do seu veículo. Poderá ser também condição para assegurar o direito de garantia no caso de danos por corrosão ou de deficiências na pintura da carroceria.

A melhor proteção do veículo contra as influências ambientais nocivas é a lavagem freqüente e a aplicação de cera de conservação. Quanto mais tempo os resíduos de insetos, excrementos de aves, resinas das árvores, poeiras das estradas e industriais, manchas de asfalto, partículas de fuligem e outros sedimentos agressivos permanecerem aderidos à superfície do veículo, mais persistente será o seu efeito destruidor. Em temperaturas elevadas, devido, por exemplo, a uma exposição ao sol, o efeito corrosivo aumenta.

As ceras de conservação podem ser tóxicas. Guarde-as sempre nas embalagens originais fechadas, fora do alcance das crianças - perigo de intoxicação!

Antes de aplicar a cera de conservação, leia sempre as instruções de utilização e as recomendações na embalagem. O uso inadequado dela pode ser nocivo à saúde e provocar ainda danos no veículo. A aplicação deverá ser realizada, se possível, ao ar livre ou em áreas bem ventiladas.

Antes de lavar ou aplicar a cera de conservação no veículo, desligue o motor, puxe o freio de estacionamento e remova a chave do cilindro da ignição.

Nunca tente remover a sujeira, a lama ou o pó, com a superfície do veículo seca. Não utilize também com essa finalidade pano ou esponja secos, para não riscar a chapa nem os vidros do seu veículo. A sujeira, lama e pó deverão ser amolecidos com água abundante, antes de serem removidos.


Lavagem manual do veículo
  • Dissolva a sujeira e remova-a com água.
  • Limpe o veículo com uma esponja macia ou uma luva, de cima para baixo, começando pelo teto, sem exercer muita pressão. 
  • Lave, com freqüência, cuidadosamente a esponja ou a luva.
  • Só utilize xampu ou sabão neutros se houver sujeiras persistentes. 
  • Lave, por último, as rodas, os pára-choques, a região abaixo da soleira da porta etc., utilizando, de preferência, uma segunda esponja. 
  • Enxague o veículo com água em abundância. 
  • Seque-o com um pano macio. 
  • Nas regiões de clima frio, seque a lâmina de borracha das palhetas do limpador do pára-brisa e do vidro traseiro e as áreas de contato delas no pára-brisa e vidro traseiro, para que não congelem e fiquem coladas pela ação do gelo. 


Lavagem com sistemas de alta pressão
  • Respeite rigorosamente as instruções de utilização da instalação de lavagem por alta pressão, com relação ao valor da pressão e à distância de aplicação.
  • Mantenha uma distância suficiente em relação aos materiais moles, material de isolação acústica e aos pára-choques pintados. 
  • Não aponte o jato de limpeza diretamente sobre as fechaduras das portas / cilindros das fechaduras. 
  • Evite a lavagem por alta pressão de vidros cobertos com gelo. 
  • Não utilize mangueiras de pressão com jato concentrado. 
  • Após uma lavagem do veículo, evite manobras de frenagem abruptas e repentinas. 
  • Seque primeiro os freios (vide manual de instruções).

ATENÇÃO!
  • Somente lave o veículo com a ignição desligada
  • Proteja as mãos e os braços do contato com peças de metal com cantos vivos, quando limpar a parte inferior do veículo ou o lado interno das rodas - perigo de lesão! 
  • A presença de umidade ou gelo no sistema de freios pode prejudicar a eficácia dos freios - perigo de acidente! 
  • Após uma lavagem do veículo, evite manobras de frenagem abruptas e repentinas. 
  • Seque primeiro os freios (vide manual de instruções). 
  • Nunca lave os pneus com mangueiras de pressão com jato concentrado. Mesmo que se utilize uma maior distância de aplicação e que o tempo de atuação seja curto, poderão ocorrer danos, visíveis ou não, nos pneus - perigo de acidente! 
  • Nunca tente remover a sujeira, a lama ou o pó, com a superfície do veículo seca. Não utilize também com esta finalidade um pano ou esponja secos, para não riscar a pintura ou os vidros do seu veículo. 
  • Lavagem do veículo em climas frios: se o veículo for lavado com uma mangueira, tenha o cuidado de não dirigir o jato de água diretamente sobre as fechaduras nem sobre as junções das portas e das tampas - perigo de congelamento. 
  • O veículo preferivelmente não deve ser lavado sob um sol intenso. A temperatura da água não pode exceder os 60 °C, caso contrário, poderão ser causados danos no veículo. 
  • Para evitar danos no veículo, mantenha uma distância suficiente em relação aos materiais moles, como tubulações de borracha, peças de plástico e material de isolação. O mesmo se aplica à limpeza de pára-choques pintados. Quanto menor a distância entre o bico da mangueira de alta pressão e a superfície, maior será a solicitação do material.


Lavagem automática do veículo (Lava rápido)

No caso de haver peças especiais montadas no seu veículo, por exemplo, bagageiros, antena de emissores-receptores, etc., deve-se alertar o responsável pela lavagem automática. A antena de teto original de fábrica deve ser removida antes de se iniciar os processos de lavagem automática. Observe também os avisos nas placas expostas no estabelecimento.

A pintura do veículo é tão resistente que o veículo pode ser normalmente lavado, sem problemas, em uma instalação de lavagem automática (Lava rápido). A solicitação que a pintura é efetivamente submetida depende muito das características construtivas da instalação de lavagem e do tipo de escovas, da filtragem da água, bem como dos produtos utilizados na lavagem e conservação. Se, após a lavagem, a pintura estiver fosca ou apresentar riscos, deve-se chamar a atenção do responsável pela lavagem. Se for necessário, passe a utilizar uma instalação de lavagem diferente.

Após a lavagem do veículo, a eficiência dos freios poderá ser afetada devido à presença de umidade ou de gelo, no inverno, nos discos e nas pastilhas dos freios. Convém secar primeiro os freios (vide manual de instruções).


Aplicação de cera de conservação:


Sucessivas lavagens podem remover a camada de proteção da pintura. Para renová-la, deve-se basicamente utilizar produtos que não sejam abrasivos e que confiram a pintura proteção contra a ação de agentes externos. A aplicação destes produtos deverá ser feita quando as caracteristicas impermeabilizantes do produto (formação de gota sobre a superfície) reduzir-se drasticamente. É importante salientar que seja utilizado produtos neutros e específicos na lavagem do veículo e a aplicação de produtos para conservação da pintura, deve ser feita manualmente.

Indicamos os produtos abaixo relacionados por apresentarem excelente performance na conservação da pintura. Siga as instruções de aplicação na embalagem.

NOME COMERCIALFORNECEDOR
Cera Grand Prix Tradicional – Proteção e Brilho
Cera Grand Prix Impermeabilizadora
Cera Protetora Plus
Paste Wax – Cera Super Protetora em pasta
Cera Spray
Ceras Johnson
Ceras Johnson
3 M
3 M
3 M

Polimento da pintura


O polimento só é necessário quando a pintura do seu veículo tiver perdido o brilho e este já não for recuperável com a aplicação de cera de conservação. Os Concessionários Volkswagen poderão orientá-lo sobre esta necessidade.
As peças com pintura fosca ou de plástico não podem receber cera de conservação e nem serem polidas.


Conservação de peças de plástico
As peças de plástico não podem entrar em contato com solventes derivados de petróleo.


Limpeza dos vidros e espelhos retrovisores externos
  • Umedeça os vidros com um produto para limpeza de vidros à venda no mercado, à base de álcool.
  • Enxugue os vidros com uma flanela limpa ou um pano que não desfie.
  • Utilize uma pequena escova para remover o gelo/neve dos vidros e dos espelhos.
  • Para remover o gelo, deve-se utilizar, de preferência, uma pequena escova. Se optar por uma espátula de plástico, não a utilize em movimento de vai-vém, desloque-a sempre no mesmo sentido.
    Nunca remova a neve e o gelo dos vidros e dos espelhos com água quente, pois o vidro poderá trincar!
  • Os resíduos de borracha, óleo, gordura ou silicone podem ser removidos com a mistura do aditivo para o lavador de pára-brisas e água.
  • Os filamentos do desembaçador do vidro traseiro encontram-se do lado de dentro do veículo. Para não danificar os filamentos do desembaçador do vidro traseiro, não aplique autocolantes pelo lado de dentro.


Limpeza das palhetas do limpador do pára-brisa / vidro traseiro
  • Levante o braço do limpador do pára-brisa / vidro traseiro.
  • Limpe com cuidado o pó e as sujeiras das palhetas com um pano macio.
  • Limpe as palhetas com a mistura do aditivo para o lavador de pára-brisas e água. Utilize uma esponja ou um pano.
  • No caso de frio intenso e quando houver geada, antes de acionar o limpador, verifique se as palhetas não estão coladas no vidro! Se o limpador for ligado com as palhetas coladas pelo gelo, tanto as palhetas como o motor do limpador podem ser danificados!


Cilindros das fechaduras

Recomendamos a aplicação do spray G 052 778 A2, pela abertura para inserção da chave no cilindro, principalmente após as lavagens e em épocas frias.


Limpeza das peças cromadas
  • Certifique-se de que a peça seja de metal cromado. Existem alguns componentes de plástico que imitam cromado.
  • Limpe as peças cromadas com um pano úmido.
  • Remova as manchas ou resíduos de sujeiras com um produto de limpeza de cromados.
    Utilize um pano macio e seco para polir os cromados. Nunca utilize na conservação de cromados produtos com efeito abrasivo.
  • Não limpe nem faça o polimento das peças cromadas em um ambiente com pó e areia.


Rodas de aço, Calota central e Rodas de liga leve
  • Limpe as rodas de aço e calota central periodicamente com uma esponja destinada exclusivamente para isso.
  • O pó das pastilhas de freio pode ser eliminado com água, xampu ou sabão neutros. Eventuais danos na pintura das rodas de aço devem ser rapidamente eliminados, antes de formar ferrugem.
  • Nunca lave os pneus com mangueiras de pressão de jato concentrado. Mesmo que se utilize uma maior distância de aplicação e que o tempo de atuação seja curto, poderão ocorrer danos, visíveis ou não, nos pneus - perigo de acidente!
  • A presença de umidade ou gelo no sistema de freios pode prejudicar a eficácia dos freios - perigo de acidente! Imediatamente após uma lavagem do veículo, evite manobras de frenagem súbitas. Convém secar primeiro os freios.
  • Pise com cuidado no pedal do freio, para testar os freios.
    Evite manobras de frenagens súbitas, logo após uma lavagem do veículo.
ATENÇÃO!
  • Caso a camada protetora de verniz da roda de liga leve ter sido danificada, por exemplo, pela projeção de pedras, deve-se proceder a sua imediata repintura.
  • Nunca lave os pneus com mangueiras de pressão de jato concentrado. Mesmo que se utilize uma maior distância de aplicação e que o tempo de atuação seja curto, poderão ocorrer danos, visíveis ou não, nos pneus - perigo de acidente!
  • A presença de umidade ou gelo no sistema de freios pode prejudicar a eficácia dos freios - perigo de acidente! Imediatamente após uma lavagem do veículo, evite manobras de frenagem súbitas. Convém secar primeiro os freios (vide manual de instruções).
  • Pise com cuidado no pedal do freio, para testar os freios.
  • Evite manobras de frenagens súbitas, logo após uma lavagem do veículo.
  • Leia e respeite as informações e recomendações constantes no manual de instruções.


Proteção da parte inferior do veículo
  • A parte inferior do veículo possui uma proteção contra batida de pedras que funciona como antiruído e proteção contra corrosão.
  • Como não há forma de impedir que essa camada protetora seja afetada com o uso (lombadas altas , obstáculos , etc..) , recomendamos que compareça a um Concessionário Volkswagen para que ele verifique a integridade desta proteção. Os Concessionários Volkswagen dispõem dos produtos de retoque apropriados e dos equipamentos necessários de aplicação.


Limpeza do compartimento do motor

Sugere-se que a limpeza do compartimento seja feita somente se houver muita necessidade pois há uma série de chicotes e conexões elétricas que poderão ter os contatos comprometidos (perda de sinais das unidades eletrônicas , sensores , etc) álem disso , componentes como alternador , compressores de ar condicionado são sensíveis a jatos de água diretos.
Se tiver de fazê-lo, recomendamos que o faça em um Concessionário Volkswagen. Este dispõem dos produtos de limpeza indicados e equipamentos necessários para esta finalidade.

Dicas Volkswagen para mulheres ao volante

O pé esquerdo deve ficar apoiado na embreagem.

Mentira: Além de ser prejudicial ao sistema de embreagem, você pode quebrar seu salto. Aperte o pedal de embreagem somente durante as trocas de marchas. Assim sua embreagem dura mais e você economiza para satisfazer seus caprichos femininos.


É melhor segurar o carro na embreagem nas subidas.

Mentira: Assim você força o disco de embreagem e sente aquele cheiro horrível de queimado. Com certeza existem perfumes melhores. Quando a subida for muito íngreme, use o freio de mão e economize esforço.


Devo verificar o óleo semanalmente.

Verdade: Imagine sua pele sem hidratante. É assim que o motor fica quando está sem óleo. Uma vez por semana, verifique o nível do óleo e garanta seu motor rodando macio.


Não há problema em apoiar a mão na manopla do câmbio.

Mentira: Uma mulher inteligente dirige sempre com as duas mãos ao volante, além de mais seguro, evita o desgaste de várias peças do câmbio.


É melhor passar com uma roda de cada vez na lombada.

Mentira: De jeito nenhum. Seu carro não é siri para andar de lado. Lombada, valeta e quebra-molas devem ser encarados de frente. Você evita a torção da carroceria e aqueles barulhinhos irritantes que podem surgir.


Quando o carro não ligar, o certo é empurrar para ele "pegar no tranco".

Mentira: Imagine você dormindo aqueles 5 minutinhos a mais e alguém lhe empurrando da cama. Se seu carro não quer pegar, ele tem algum problema. Se for a bateria, providencie um cabo e ligue em outra bateria com carga. Esse procedimento é vulgarmente chamado de “chupeta”.


Nas decidas, devo manter o carro sempre engatado.

Verdade: Aqui você mostra que é inteligente. Com o carro engatado, você economiza combustível e tem muito mais controle sobre o carro. Soltar o carro na banguela é coisa de gente antiga e que gosta de esbanjar combustível.


Na hora de estacionar, devo encostar o pneu no meio-fio.

Mentira: Encostar o pneu no meio-fio é o mesmo que raspar seu sapato novo no degrau da escada. Isso deixa o pneu feio e pode causar bolhas.


Devo passar nos buracos acelerando.

Mentira: Buracos são irritantes. Quando não for possível desviar, não acelere e não pise bruscamente no freio. Mostre sua calma, diminua a velocidade sem travar as rodas e, na hora de “cair” no buraco, tire o pé do freio. O carro em movimento absorve melhor o impacto e você continua seu caminho.


Depois de dar marcha à ré, é mais prático engatar a primeira e acelerar em vez de frear.

Mentira: Mais uma coisa de homem afobado e exibido. Você é uma mulher segura e decidida, por isso, depois de dar marcha à ré, você para o carro, engata a primeira e sai suavemente esbanjando charme e elegância.


Não devo virar o volante com o carro desligado.

Verdade: Você não precisa nem deve fazer força à toa. Mesmo com o motor funcionando, não deixe o volante totalmente virado por mais de 15 segundos. Além de fazer um barulho muito chato, isso pode estragar a bomba da direção hidráulica.


Nunca devo atravessar um trecho alagado quando a água estiver acima dos faróis.

Verdade: Além de estragar a "chapinha" de seu cabelo, muita água também estraga seu carro. Quando se deparar com um trecho alagado, espere alguém passar: sempre há um afobadinho com pressa. Verifique a altura da água e, se for seguro, acelere suavemente de forma constante e não mude de marcha.


Antes de desligar o carro, devo acelerar forte.

Mentira: Acelerar é para o carro andar, não para desligar. Isso é coisa de homem que quer chamar a atenção e estraga o catalisador. Você conhece maneiras mais sutis e delicadas de ser notada.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Decorações criativas de Natal





Mouse Lâmpada

Pessoal, olha que bacaninha esse mouse...
mouse lamp
USB gift
promotion gift
usb light

Decoração de Natal Cor de Rosa

Quer inovar ou surpreender? Que tal decorar a casa, neste Natal, em tons cor de rosa?
Veja que bacana a idéia:



Que tal? Adorei!!!

Colares em Garrafa Pet

Olha que peças lindas, gente.
Não sei de quem são, mas achei no blog Vila Mulher. Amei!!!
Colar de garrafas pet verde e transparente em corrente
Colar de garrafas pet verde e transparente em corrente
Colar em garrafa Pet e pérolas de água doce em dois tamanhos
Colar em garrafa Pet e pérolas de água doce em dois tamanhos
Colar em garrafa pet verde, contas de madeira e semente de Jarina
Colar em garrafa pet verde, contas de madeira e semente de Jarina

Borboletas feitas com Garrafa Pet



Essas borboletas são muito lindas, nem parecem feitas de garrafas pet. Com elas vocês poderão fazer móbiles, enfeites de parede e até os ímas de geladeira.

Materiais para fazer o artesanato e reciclagem:
Garrafa Pet de preferência as transparentes
Tintas glitter em relevo (coloridas)
Tintas vitrais coloridas
Tesoura
Miçangas diversos tamanhos para decorar
Caneta de tinta permanente
Fio de nylon para as antenas
Passo a passo para fazer a borboleta de pet:
Corte o gargalo da pet, coloque o risco da borboleta detro da garrafa para riscar o molde com a caneta permanente.
Agora é só recortar a borboleta e pintar com a tinta vitral na cor desejada.
Depois de secar, faça o contorno com a tinta gliter relevo.
Use uma miçanga média para a cabeça e vá diminuindo o tamanho até o rabinho.
Para fazer as antenas pode usar fio de nylon colorido, arames e miçangas.
Dê um toque pessoal nas asas, você poderá decorar com purpurina, lantejoulas e tinta gliter, ficará linda;
Molde e risco da borboleta para cortar na garrafa Pet.
Referência: contos de outono

Abajur de Garrafa Pet

Achei esse abajur e cortina na net, o abajur no programa Utilissima.com a cortina não sei quem fez, mas estão belíssimos!!!! Parabéns!!!!

PASSO A PASSO:
1- Cortamos as garrafas...

2- Ficando assim...

3- Colamos tendo como base uma bola de isopor...

4- Depois de seca, montamos o abajur...



Cortina de Garrafa Pet


Gente, olha que linda essa cortina!!! É feita de fundo de garrafa pet. Além de ficar linda, é sustentável.


Essa luminária está maravilhosa.

E esse móbile então.... não sei como se faz, mas que ficou lindo, ficou.

Trança Francesa - passo a passo



Uma trança francesa, é um bonito penteado, mas não é fácil de aprender. Seguindo estes passos com cuidado e paciência, vai ser capaz de trançar o seu cabelo ou o de outra pessoa neste estilo clássico e intemporal.
Passos :

1 - Escove o seu cabelo para remover todos os nós. Deixe o cabelo bem solto e liso.

2 - Separe um pedaço do cabelo no local onde a trança vai começar. É uma boa idéia fazer o primeiro bocado em formato de V, com a ponta virada para a nuca. Pode variar o local de início e formato da trança, como por exemplo começar mais baixo mas com todo o cabelo acima das orelhas. Isto vai facilitar a trança, mas fica mais grossa e menos intrincada.

3 - Separe a secção de cabelo em três mechas. Separe-as até o fim. Depois de separadas, segure uma secção em uma mão, e as outras duas com o indicador e dedo médio da outra mão, como na figura.

4 - Cruze a mecha da direita por sobre a do meio.

• O posicionamento dos dedos vai depender do tamanho de sua mão, o comprimento dos dedos e a grossura das mechas de cabelo.

• Segure a mecha mais à esquerda com o dedo mindinho esquerdo, movendo a da direita da mão direita para a esquerda. Mude a mecha do meio (que agora está a direita) da mão direita para a esquerda.

5 - Adicione cabelo do lado direito na mecha mais à direita. Usando o dedo indicador direito, levante uma secção de cabelo do lado direito e adicione a mecha mais a direita.

6 - Cruze a mecha da esquerda por cima da do meio. Segure a mecha da direita com o dedo mindinho direito, rode mão esquerda de modo a pegar a mecha da esquerda com a mão direita. Mude a nova mecha mais à esquerda para a mão direita.

7 - Adicione cabelo do lado esquerdo à mecha mais à esquerda. Use o indicador esquerdo para levantar uma secção de cabelo do lado esquerdo da cabeça e adicione-o à mecha da esquerda.

8 - Cruze a mecha mais à direita por cima da do meio. Segure a mecha da esquerda com o mindinho esquerdo, rode a mão direita para pegar a mecha da direita com a mão esquerda. Mude a nova mecha da direita (a que estava no meio) para a mão esquerda.

9 - Adicione cabelo do lado direito na mecha direita. Use o indicador direito para levantar uma secção de cabelo do lado direito, adicionando à mecha da direita que está na sua mão esquerda.

10 - Cruze a mecha da esquerda por cima da do meio. Segure a mecha da direita com seu dedo mindinho direito, rode sua mão esquerda de modo a pegar a mecha da esquerda com a mão direita. Mude a nova mecha mais a esquerda para a mão direita.

11 - Adicione cabelo do lado esquerdo à mecha mais à esquerda. Use o indicador esquerdo para levantar uma secção de cabelo do lado esquerdo da cabeça e adicione-o a mecha da esquerda.

12 - Continue trançando, até o fim, adicionando mechas até chegar a nuca.
Trance o resto do cabelo normalmente, depois de passar da nuca.
Prenda a ponta da trança.
Dicas:
  • Demora para aprender a fazer este tipo de trança. Leia as instruções com cuidado primeiro. Tente então trançar seu cabelo um passo de cada vez. Provavelmente vai falhar. Tente novamente.
  • Mantenha o cabelo firme mas apertado ao trançá-lo.
  • É mais fácil fazer isto sentado. Tome cuidado para não prender alguma mecha de cabelo, e deixe os braços livres.
  • Existem várias variantes da trança francesa. Uma trança holandesa é feita trançando por baixo da mecha do meio, e não por cima. Outra variante é trançar de uma orelha a outra, deixando de fora a parte de trás do cabelo.
  • Adicione a mesma quantidade de cabelo a cada mecha de cada vez, pois mudar a espessura das mechas pode fazer a trança parecer torta. A grossura das secções também afectam o estilo da trança. Mechas menores fazem a trança mais intrincada e delicada, e mexas maiores a tornam mais simples.
  • Fique de costas para um espelho, e use um espelho de mão para ver suas costas.
  • Prenda as pontas ou cabelos curtos na trança com um grampo. Use spray ou gel nas mechas muito curtas.